Dra. Andrea Serra Guia de Beleza

PESCOÇO

Pescoço
As rugas cutâneas que se formam na região pré externa podem ser classificadas em rugas dinâmicas, estáticas e associadas ou mistas.

As rugas dinâmicas são aquelas visíveis somente quando há contrações musculares. As estáticas estão presentes mesmo com a musculatura em repouso.

A presença de rugas estáticas denota um envelhecimento mais avançado, sendo mais freqüente a partir dos 60 anos. Mas há mulheres e homens jovens na faixa dos 40 anos que já apresentam essas rugas estáticas, em razão não só da exposição excessiva ao sol, mas também, muitas vezes, do modo de dormir.

As alterações de envelhecimento do terço inferior da face e do pescoço são usualmente as mais dramáticas. O mecanismo de envelhecimento da pele nessa área é semelhante ao que ocorre em todas as regiões do corpo, decorrente da perda de colágeno, perda de elasticidade da pele, diminuição da espessura da pele e do subcutâneo, perda da elasticidade muscular, ação da força da gravidade, ressecamento da pele, aumentando e proliferação de rugas e verrugas senis, sinais vermelhos pólipos e verrugas pedunculadas, aquelas que ficam penduradas ou pendentes na pele. Há, também, uma obsorção maior do osso da mandíbula, o que contribui ainda mais para o envelhecimento.

É muito comum não só a presença de vasos sanguíneos nesta região, mas também a ocorrência de manchas laterais no pescoço, por causa da colocação inadequada de perfume neste local.

A exposição excessiva ao sol, principalmente em indivíduos brancos, de ambos os sexos, pode produzir o que chamamos de poiquilodermia de Civatte que se caracteriza por manchas brancas atróficas entremeadas por vasos dilatados e manchas escuras localizadas no colo e pescoço. O envelhecimento acentuado se deve de um modo geral aos fatores extrínsecos como o sol.

A redundância da pele, o aumento do tecido gorduroso, a ação da gravidade e a separação dos músculos do pescoço produzem aquele conhecido excesso de tecido, chamado deformidade em papo de peru. O músculo platisma, que vai da mandíbula à clavícula, também sofre a ação do tempo, alterando o ângulo ideal que o pescoço forma com o queixo, entre 80 e 95 graus.

Os principais fatores de envelhecimento do pescoço são, portanto, o aumento do tecido gorduroso, a perda da definição do contorno da mandíbula, o ângulo do pescoço, a flacidez, a má qualidade cutânea e a presença de rugas horizontais e de bandas verticais do músculo platisma, aqueles feixes verticais que saltam do pescoço e ficam aparentes.

As formas de combater o envelhecimento do pescoço são praticamente as mesmas indicadas para o rejuvenescimento em geral, tanto em relação à perda de elasticidade quanto no que diz respeito às rugas e manchas. O fortalecimento da musculatura pela ginástica facial é uma das alternativas para prevenir o envelhecimento da área do pescoço, assim como a do rosto, associada à fotoproteção. Os resultados são obtidos a médio e longo prazo.

Os tratamentos avançados para a região cérvico facial são a cirurgia, indicada quando há muita flacidez, a lipoaspiração, a videoscopia, o uso de laser e de aparelhos de radiofreqüência e os fios russos®. A presença de alterações clínicas importantes ou tabagismo, porém, pode limitar ou mesmo contra-indicar o tratamento cirúrgico. Nestes casos específicos, pode-se recorrer á toxina botulínica por meio de injeções, visando a paralisar o movimento da área tratada, melhorando o aspecto da musculatura do platismo, embora este procedimento seja indicado apenas para os casos de pouca flacidez. As aplicações podem ser feitas de seis em seis meses.

Já a luz intensa pulsada serve para melhorar a qualidade da pele do pescoço e tratar a vermelhidão ou as manchas decorrentes da exposição crônica da pele ao sol. Os resultados são satisfatórios com três a cinco aplicações mensais.

Se há uso de ácidos, de ser em pequenas concentrações, já que a região do pescoço é pobre em folículos pilosebáceos e tende a ressecar e a irritar-se com facilidade. O mesmo vale para os peelings químicos, que para esta região devem ser sempre superficiais. Os aparelhos de radiofrequência (Thermacool™,Accent™ e Titan™) também podem ser aplicados no pescoço, à exceção da área da traquéia e da tireóide, propiciando uma melhora da flacidez na região.

ESTÉTICA FACIAL
Olheiras
Fumo
Colo
Pescoço
Rugas
Ácido Hialurônico
Toxina Botulínica
Peeling Químico
Peeling de Cristal
Thermacool™
Sobrancelhas
Cadastre-se e receba
novidades por e-mail

Marque sua consulta

(21) 2493-5718
(21) 2492-1088

Endereço

Av. Armando Lombardi, 800 sl 315
Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ

© 2014 Drª. Andréa Serra - dermatoandreaserra@globo.com - Criado por | Seu Site na Internet